ÚLTIMAS NOTÍCIAS > Coinpel

População procura assistente virtual do hotsite da Prefeitura para esclarecer dúvidas sobre o coronavírus

Dez dias depois de ser colocado em funcionamento, o chatbot já atendeu 341 pessoas

Por Alessandra Senna 20-04-2020 | 10:05:05

Ele tem nome, gênero e profissão,além de estar com a agenda cheia nos últimos dias. Se você pensou em um trabalhador da área da saúde, não está errado. Desde o inicio do mês uma espécie de "robô virtual", o chatbot, batizado como "Dra. Vida" está disponível no hotsite criado pela Prefeitura de Pelotas para o atendimento de pessoas que acreditem estar com sintomas de síndromes gripais, principalmente, coronavírus. Em dez dias de acessos, 341 cidadãos tiveram suas dúvidas respondidas de forma virtual.

Implantado como mais uma alternativa de triagem de possíveis casos de pessoas infectadas pelo novo coronavírus, o atendimento online também tem o papel de "desafogar", a Central de Teleconsulta - outro canal de contato da população com o serviço de saúde, criado pela Secretaria Municipal da Saúde (SMS). O diretor da Companhia de Informática de Pelotas (Coinpel), Cristian Kuster, explica que o número de atendimentos é resultado da eficiência do sistema, já que em pouco menos de cinco minutos e com respostas muito simples - sim ou não - as pessoas têm um pré-diagnóstico sobre a situação de saúde em que se encontram, se precisam ou não de atendimento médico presencial.

" As perguntas foram criadas por um comitê de profissionais da área da saúde da SMS, também alinhado a Central de Teleconsulta, então a conversa é direcionada para que o cidadão tenha confiança nas respostas do chatbot", salienta Kuster.

Veja mais:

+Hotsite do coronavírus oferece atendimento online à população

Pré-diagnóstico

A "Dra. Vida" é capaz de, a partir das respostas digitadas pela pessoa, classificar o estado de saúde em que ela se encontra. O sistema calcula, através de uma pontuação numérica em qual das seguintes faixas o paciente se encontra: não está doente, há uma probabilidade de ter alguma síndrome gripal ou está doente. "Só nesse caso a pessoa é aconselhada a procurar uma unidade de saúde.Com essa triagem, impedimos que muitas pessoas procurem o atendimento presencial desnecessariamente", reitera Cristian.

Novos dados

A ferramenta deve começar a disponibilizar novas informações sobre seus usuários já na próxima semana. A proposta é refinar dados, inclusive determinar quais os sintomas mais frequentes confirmados pelas pessoas, a localização delas no município e se, no caso de terem sido detectadas com sintomas mais graves, realmente procuraram atendimento médico presencial.

"Iremos solicitar a empresa que é proprietária da ferramenta acesso uma forma de tornamos o chatbot também um sistema de monitoramento dessa população que acessa o atendimento online oferecido no hotsite", adianta o diretor do Coinpel. As informações serão passada para as autoridades municipais, entre elas a prefeita Paula Mascarenhas e a secretária de saúde, Roberta Paganini, para que sejam utilizadas na construção de ações de controle e combate aos vírus causador da Covid-19.

Como acessar

Ao clicar no hotsite www.pelotas.com.br/coronavirus, o cidadão irá visualizar no lado direito na parte superior da barra de tarefas o botão ‘Atendimento Online’ ou acessar, no canto direito, a imagem da Dra. Vida. Clicando em ambos, será direcionado para uma nova página onde deverá informar seu nome. Os passos seguintes serão perguntas, feitas pelo assistente virtual, que devem ser respondidas.

As perguntas são relacionadas a sintomas e situações que precisam ser consideradas em caso de suspeita de coronavírus, como temperatura corporal, tosse, fadiga, se viajou para algum lugar com surto da doença ou esteve em contato com pessoa contaminada pela Covid-19.

Com base nas respostas, o chatbot irá indicar se os sintomas são de uma gripe leve e, por isso, esse paciente deve permanecer em resguardo por pelo menos 14 dias, ou então se a pessoa deve procurar os serviços de saúde, em caso de sintomas elevados como febre e dificuldade para respirar.

Tags

saúde, atendimento on line, chat bot, perguntas, coronavírus

Carregando 0%