ÚLTIMAS NOTÍCIAS > Gabinete da prefeita

Prefeitura retoma convênio para castrações de animais

Após período suspenso, Município ajusta parceria com ONG e serviço recomeça na próxima semana

Por Ascom 29-03-2019 | 11:50:56

A prefeita Paula Mascarenhas determinou, nesta sexta-feira (29), a retomada do convênio com a SOS Animais para viabilizar castrações de cães e gatos errantes e semidomiciliados em Pelotas. Suspenso desde novembro de 2018, em consequência das dificuldades financeiras do Município – que exigiu a ampliação do contingenciamento orçamentário –, o serviço voltará a ser executado a partir da próxima semana.

“Esta iniciativa é do governo do ex-prefeito Eduardo e foi mantida na minha gestão por ser muito importante para a saúde pública e, também, o bem-estar dos animais. Foi muito difícil ter de suspendê-la no ano passado, mas trabalhamos desde o início do ano para encontrar formas sustentáveis de continuidade”, afirmou Paula.
Até o fim do ano, serão investidos cerca de R$ 130 mil, beneficiando em torno de 1,5 mil cães e gatos – Fotos: Marcel Ávila/Arquivo

O convênio com a ONG precisará ser ajustado a fim de ser compatível com a realidade financeira atual do Município. A partir de abril, a organização poderá fazer até cem operações mensais. Esse número passará para 160 a partir de julho. Em outubro está prevista uma ampliação para 200 procedimentos. Até o fim do ano, serão investidos cerca de R$ 130 mil, beneficiando em torno de 1,5 mil cães e gatos.

Até 2018, a SOS animais realizava até 500 castrações mensais ao custo de R$ 90,00 por intervenção. O valor unitário será mantido. Em quatro anos de parceria, mais de 15 mil animais já passaram pela cirurgia. “É uma política pública importantíssima ao município e fico muito feliz de poder retomá-la. Espero que, em breve, a gente recupere o número anterior”, destacou a prefeita.

Como Funciona

A castração mantida pelo Município é destinada a cães e gatos de rua, semidomiciliados e pertencentes à população de baixa renda. Os animais castrados pelo projeto recebem um chip de identificação, no qual são colocados quando estão anestesiados. Esse procedimento serve para identificar o proprietário do animal e o seu endereço. Para os bichos de rua, é descrito o local em que vivem. Os semidomiciliados também estão em situação de rua, porém recebem alimentação dos moradores próximos das áreas nas quais circulam de costume.

Castramóvel

Outra possibilidade para ampliar o serviço de castração deverá se concretizar ainda neste ano. Duas emendas parlamentares poderão permitir ao Município a aquisição de um castramóvel. Uma delas, do ex-deputado Ronaldo Nogueira (PTB), no valor R$ 150 mil, está confirmada e servirá para a compra do trailer equipado e designado aos procedimentos. O processo encontra-se em análise de desembolso, no governo federal, sem ainda previsão de depósito. Por meio de ação do deputado Pompeo de Mattos (PDT), a verba de R$ 190 mil – em negociação –, se confirmada, possibilitará adicionalmente o pagamento de equipamento e veículo, viabilizando assim o novo serviço.

Tags

convênio, cães e gatos, retomada do serviço, castrações, animais

Carregando 0%