ÚLTIMAS NOTÍCIAS > Coronavírus

Prefeitura anuncia novo protocolo de atendimento nas UBSs

Unidades Básicas de Saúde farão testes para Covid-19 em outros grupos de pessoas, com sintomas de síndromes gripais, a partir de segunda (1º)

Por Alessandra Senna 28-05-2020 | 14:08:13

Cerca de cem profissionais das Unidades Básicas de Saúde (UBSs) de Pelotas começaram, nessa terça-feira (26), capacitação para atuação baseada em um novo protocolo de atendimento à população. Conforme determinação do governo estadual, outras pessoas com sintomas de síndromes gripais poderão ser testadas para infecção pelo novo coronavírus na rede de Atenção Primária de Saúde. Nesse segundo momento de enfrentamento da pandemia na cidade, a alteração será efetivada a partir de segunda-feira, 1º de junho.

Passará a realizar o teste somente quem tenha algum sinal e pertença aos seguintes grupos: pessoas com idades acima dos 50 anos; gestantes; quilombolas e indígenas. Em relação aos trabalhadores, além do público-alvo anunciado – que se refere à população –, também terão acesso, ao exame, motoristas do transporte público e de cargas; e servidores da assistência social, do sistema de garantia aos Direitos da Criança e do Adolescente, da Administração Penitenciária, do Departamento Estadual de Trânsito, do Instituto Geral de Perícias e Polícia Civil, dos Conselhos Tutelares, de instituições de acolhimento institucional de crianças e adolescentes (abrigos) e do Sistema Socioeducativo (Fase e Case).

Secretária de Saúde, Roberta frisa que só serão testadas pessoas com sintomas de síndromes gripais – Fotos: Rodrigo Chagas

A alteração marca a mudança de fase das ações do Município para contenção da expansão do vírus e, portanto, do aumento dos casos de Covid-19. Segundo a secretária municipal de Saúde, Roberta Paganini, a principal modificação instituída é a ampliação da testagem. Até agora, foram priorizados profissionais das áreas da saúde e segurança.

"Esse trabalhadores são os considerados mais expostos, mas só serão testados aqueles que apresentarem sintomas de síndromes gripais, por isso estamos preparando nossas equipes, organizando o fluxo de recepção das pessoas nas unidades de saúde", ressalta Roberta.

Fluxo de atendimento

Além das UBSs, a Unidade de Pronto Atendimento também está sendo aprontada para o novo formato de atendimento. O serviço remoto, o Teleconsulta, manterá o atendimento e monitoramento de casos supeitos. O cidadão que ligar para Central e se enquadrar na testagem receberá instrução para buscar a Unidade Básica de Saúde.

"Na UBS, ele vai passar por uma avaliação e, se estiver dentro dos critérios determinados pelo protocolo, será orientado a fazer o isolamento domiciliar. A Vigilância Epidemiológica vai ser informada pela equipe da unidade para agendar a coleta desse exame, no caso de ser feito PCR", informa a secretária, acrescentando que o teste rápido ocorrerá na própria UBS. 

As unidades manterão o turno da manhã para o atendimento de pessoas com sintomas de síndromes gripais e, portanto, para possíveis testagens.

A barraca de triagem do Pronto Socorro de Pelotas – local de classificação de pacientes com sintomas gripais como forma de evitar o ingresso destes casos na unidade – permanecerá funcionando e deverá encaminhar suspeitos para testagem na UPA Areal.

Cem profissionais das UBSs são capacitados para atender a partir do novo protocolo de testagem – Foto: Divulgação/SMS

Qual tipo de teste aplicar?

Além de capacitar os profissionais à recepção e ao atendimento da população, a Secretaria de Saúde (SMS) já recebeu do governo do Estado os dois tipos de testes que ficarão disponíveis para os grupos prioritários.

De acordo com a nova norma, determinada pelo Executivo estadual, o tipo a ser aplicado dependerá do que os epidemiologistas chamam de "janela imunológica", ou seja, o tempo de contágio pelo novo coronavírus. O teste rápido, capaz de detectar anticorpos para a doença, é feito a partir do décimo dia dos sintomas, na unidade de saúde procurada pelo doente.

Já o PCR, que utiliza material biológico coletado do paciente, deverá ser feito até o 7º dia do início dos sintomas, preferencialmente entre o 3º e 5º dia.

"Uma equipe de profissionais da Vigilância irá até a casa das pessoas para coletar o material, respeitando todo um protocolo de segurança. Vamos ter veículos específicos para isso; as profissionais vestirão EPIs para entrar nas residências, fazer o procedimento e, depois, tirar a roupa específica, sem que ocorra contaminação", garante a titular da pasta municipal.

Nos dois casos, se o paciente for positivo, haverá encaminhamento para isolamento domiciliar até completar 14 dias desde o início dos sintomas.

Nova fase do enfrentamento

De acordo com a gestora do órgão da Prefeitura, a preparação dos profissionais está concentrada em orientar para o acesso aos serviços de saúde, a recepção do paciente, o atendimento e o monitoramento dessas pessoas. A testagem pode ser considerada uma das ações mais importantes para prevenção e controle da Covid-19.

"O novo protocolo nos ajudará a identificar as pessoas que estão com sintomas; nós poderemos indicar o isolamento e tratar precocemente. A gente pode monitorar esse paciente, independentemente dele ser um caso confirmado ou não", justifica a secretária Roberta Paganini, que também alerta para um possível aumento nas notificações positivas, consequência dos testes.

Por outro lado, Roberta lembra que com a testagem "em massa" será viável evitar que os enfermos cheguem ao sistema de saúde em uma situação grave. 

"No protocolo de contingenciamento, a tentativa era reduzir o número de casos, no início da pandemia. Na etapa de mitigação, que é a que estamos vivendo, o que nós temos de evitar, o máximo possível, é a internação", compara a gestora-chefe da SMS.

Leia as notícias oficiais, sobre o novo coronavírus e outros assuntos de interesse público, no hotsite e nas redes sociais da Prefeitura de Pelotas: Facebook, Instagram, Twitter e canal Whatspel.

Tags

saúde, coronavírus, protocolo, testes, vigilância epidemiológica, mudança de fase, novos grupos para testagem, sintoma é pré-requisito, capacitação de profissionais, a partir de 1º de junho

Carregando 0%