ÚLTIMAS NOTÍCIAS > Coronavírus

Prefeita e secretário da Educação planejam futura retomada das aulas do Município

Retorno ainda não tem data prevista, depende de decisão do governo estadual

Por Paulo Ienczak 26-05-2020 | 15:26:29

Na manhã desta terça-feira (26), a prefeita Paula Mascarenhas se reuniu com o secretário de Educação e Desporto (Smed), Artur Corrêa, para ajustar a atuação da pasta durante a pandemia e a preparação para futura retomada das atividades, que depende de decisão do governo estadual. 

Foto: Gustavo Vara
“Ainda não há previsão de retorno, mas temos que estar preparados para quando as aulas forem retomadas”, afirmou Paula. 

O secretário informou que, mesmo ainda sem uma data certa para o retorno das atividades, a Smed continua tomando as medidas necessárias para que as escolas municipais possam reabrir, como a continuação da aquisição de alimentos para a merenda escolar, que serão entregues no retorno, os contatos para garantir a dedetização dos prédios que precisem do serviço e a compra de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs). Equipamentos para verificação de temperatura também devem ser disponibilizados nas escolas. 

Um dos desafios para o retorno das atividades escolares presenciais é o fato de que muitos professores e funcionários integram grupos considerados de risco para Covid-19. Outra parcela dos funcionários da Smed está cedida para outras pastas com maior demanda durante a pandemia, como Assistência Social e Saúde. 

Na parte do transporte escolar, garantir o distanciamento no interior dos ônibus exigiria aumentar a frota que presta o serviço. O tamanho das salas de aula, para que se tenha dois metros de distanciamento entre cada aluno, poderá não ser suficiente em alguns educandários. “Precisaríamos, muito provavelmente, aumentar o quadro de pessoal, os ônibus, os investimentos. É toda uma logística”, explica Corrêa.

Atividades online

Algumas escolas da rede municipal estão desenvolvendo atividades não obrigatórias a distância para alunos que queiram participar e que possuam acesso à internet.O secretário enfatizou que são atividades lúdicas, extracurriculares, sem abordagem de novos conteúdos, e que os alunos que não participarem não serão prejudicados. 

“A preocupação é com a continuidade do vínculo dos alunos com a vida escolar, garantir o mínimo de conteúdo, para que eles não fiquem totalmente desconectados”, disse Paula. 

As atividades da metodologia ACT, do Pacto Pelotas Pela Paz, continuam ativas durante a pandemia, por meio de círculos de conversa online, envolvendo as crianças e seus familiares.

Tags

educação, pandemia, aulas, merenda, EPI, covid-19, distanciamento, transporte escolar, atividades online

Carregando 0%