ÚLTIMAS NOTÍCIAS > Coronavírus

Pelotas terá mais 30 leitos de UTI Covid

Equipamentos locados pela Prefeitura serão instalados no HE da UFPel, totalizando 61 unidades intensivas, exclusivas a contaminados pelo coronavírus

Por Alessandra Senna 17-06-2020 | 10:09:05

A Prefeitura de Pelotas, como resultado do trabalho da Secretaria de Saúde (SMS), formalizou a contratualização para o aluguel de três conjuntos de equipamentos utilizados na composição de leitos de Unidades de Tratamento Intensivo (UTI), dedicados a pacientes contaminados pelo novo coronavírus. A iniciativa garante a ampliação, prevista no Plano Municipal de Enfrentamento à Pandemia, de 30 leitos de UTI Covid na cidade até o próximo mês.

Conjuntos de equipamentos para leitos de alta complexidade ampliam rede de atendimento de 'casos Covid' – Foto : Michel Corvello

A prefeita Paula Mascarenhas informa que a decisão pela contratação, fundamentada nas previsões do Centro de Epidemiologia da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), foi o aumento dos casos relacionados à Covid-19 e a necessidade de internações.

“Para não corrermos riscos e termos o nosso sistema de saúde esgotado em pouco tempo, nós tomamos essa decisão. Sabemos que o custo é considerável, mas optamos por valorizar a saúde e a vida dos pelotenses”, destaca a prefeita Paula.

Segundo a secretária de Saúde, Roberta Paganini, os novos leitos serão montados na ala Covid do Hospital-Escola (HE) da UFPel, ampliando das atuais 20 para 50 UTIs nesta unidade. "No HE, temos espaço previsto para 63 UTIs 'adulto', então a partir do momento que começarmos a receber os equipamentos, iremos disponibilizar os novos leitos", explica a secretária. Ainda não existe uma data para a chegada dos kits, já que os respiradores – itens essenciais nestes leitos de alta complexidade – estão em falta no mercado.

Composição dos kits

O Município locou, de uma empresa do Rio de Janeiro, três kits, cada um com dez leitos de UTI. Os conjuntos de dispositivos hospitalares são compostos pelos seguintes equipamentos:

  • Monitor multiramétrico – 10
  • Ventilador pulmonar (respirador) – 10
  • Bomba infusora parenteral – 40
  • Bomba enteral – 10
  • Cama Fawler – 10
  • Cardioversor – 1
  • Carro de parada – 1
  • Eletrocardiógrafo – 1

O contrato, com validade de seis meses, prevê o aluguel mensal de R$ 717 mil. O investimento total é de R$ 4,3 milhões. A locação será paga com recurso disponibilizado pelo governo federal para controle e combate ao novo coronavírus.

Cidade possui 89 leitos

Pelotas tem, hoje, 31 leitos destinados ao tratamento intensivo de pacientes confirmados para Covid-19, sendo 20 no HE (para adultos), cinco no Centro Covid (designados a crianças) e seis na Santa Casa (disponíveis a pacientes com plano de saúde). Para casos menos graves, 58 leitos de enfermaria estão distribuídos nas três unidades de saúde de referência, totalizando 89 leitos Covid.

O plano de ampliação das vagas hospitalares para pessoas contaminadas pelo Sars-Cov-2 em Pelotas é alcançar a marca de 302 leitos, entre os quais 88 de UTI, complementação que depende do envio de 20 respiradores prometidos pelo Ministério da Saúde, e 214 de enfermaria, com a conclusão do Hospital de Campanha montado no Ginásio do Sesi.

Leia as notícias oficiais, sobre o novo coronavírus e outros assuntos de interesse público, no hotsite e nas redes sociais da Prefeitura de Pelotas: Facebook, Instagram, Twitter e canal WhatsPel.

Tags

saúde, coronavírus, leitos, UTI, locação, Covid-19, equipamentos, complexidade, pandemia, acréscimo de 30 leitos, enfrentamento à pandemia

Carregando 0%