ÚLTIMAS NOTÍCIAS > Gabinete da prefeita

Pacto completa três anos com redução de crimes e um novo desafio

Operações Integradas - uma das frentes no combate à violência - tornou-se protagonista no enfrentamento à pandemia

Por Vitória Leitzke 10-08-2020 | 15:17:12

O alto índice de criminalidade era uma realidade até 2017. Elevados números de assaltos a pedestres e homicídios preocupavam a população. Em agosto daquele ano, a Prefeitura, juntamente com a sociedade pelotense, criou o Pacto Pelotas Pela Paz. Ao completar três anos, nesta terça-feira (11), os registros descrevem outro cenário no Município, com a queda em todos os indicadores criminais. A união das forças de segurança, dos órgãos de fiscalização e justiça, assim como da sociedade civil organizada, determinou outro caminho para a cidade. Esse esforço conjunto está ajudando Pelotas a enfrentar outro desafio neste momento: a pandemia do coronavírus

Segundo os dados do Observatório de Segurança Pública, entre janeiro e junho de 2017, 1.646 roubos a pedestre foram computados. A queda desse tipo de crime já foi notada no mesmo período do ano seguinte, com a redução de mais de 200 casos, chegando a 1.435 em 2018 e caindo ainda mais em 2019, quando houve o registro de 1.177. Com o isolamento social e as constantes Operações Integradas – formadas pela Guarda Municipal, Brigada Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros e agentes de Trânsito - para combater, além do crime, a pandemia, 596 roubos a pedestre foram registrados neste ano - uma queda de 64% em comparação com o ano de implantação do Pacto.

União das forças de segurança é um dos principais pilares do Pacto - Foto: Arquivo/Michel Corvello

O acumulado de crimes no Município teve queda acentuada ao longo dos anos. Antes do Pacto, a cidade registrava 7.458 crimes, entre janeiro e junho de 2017, tendo queda de mais de 650 ocorrências no mesmo período de 2018. Em 2019, no primeiro semestre, Pelotas registrou 5.893 delitos, e esse número é menor, nos seis primeiros meses de 2020, com registro de 4.223, o que representa mais de 3,3 mil casos a menos se comparado com 2017. 

Percentuais de crimes violentos letais intencionais (CVLI) também caíram em Pelotas, passando de 61, em 2018, para 18 em 2020. A redução nos números não é a mesma realidade no país, que teve crescimento de 7% de crimes, nos cinco primeiros meses deste ano, em comparação com 2019, de acordo com o monitoramento de violência criado pelo site G1 para fiscalizar o índice nacional de homicídios.

Para a prefeita Paula Mascarenhas, os dados só corroboram a eficácia e o impacto positivo do Pacto no Município. “Nesses três anos, muita coisa aconteceu. Tivemos muitas experiências, vivências e conquistas. Quero agradecer a todos os homens e mulheres que se envolveram diretamente nisso e que estão transformando e salvando vidas ao longo desse tempo”, destaca. Para a prefeita, os resultados do Pacto são inspiradores. 

“Espero que o Pacto nos estimule, que esses três anos nos sirvam de inspiração para outros tantos que virão pela frente, porque nós estamos iniciando um processo que tem muita coisa ainda a ser feita, mas eu tenho certeza de que essa integração só vai se fortalecer ao longo dos próximos anos”, incentiva Paula.

Em junho deste ano, o Pacto Pelotas Pela Paz foi incorporado ao Plano de Segurança Pública, garantindo a determinação de estratégias, ações e metas para normatização da política pública na área, alinhado ao Plano Nacional de Segurança Pública e Defesa Social. “O fato de ter sucesso contribuiu para que ele virasse um Plano. Então, certamente, esse resultado veio para coroar e consolidar esse acontecimento”, aponta o titular da Secretaria Municipal de Segurança, Samuel Ongaratto. 

Dados para nortear ações

Importante para combater a criminalidade, o Observatório de Segurança Pública, coordenado pela guarda municipal Cíntia Aires, opera com quatro pessoas que qualificam os dados criminais, com o objetivo de reduzir homicídios, roubos a pedestres, de carros, além da perturbação do sossego e a vulnerabilidade social.

A equipe coleta as informações, trata os dados, além de geocodificá-los para produção de mapas de calor, análise de padrão criminal e produção de relatório mensal. “Conseguimos transformar essa informação em um ponto e localizar em um mapa. Com isso, mostramos onde esses crimes estão acontecendo, os dias de maior incidência, os horários de maior ocorrência, e assim subsidiamos as forças de segurança, em reuniões semanais, para apresentar esses indicadores”, explica Cíntia Aires. 

Participação no combate ao coronavírus

Assim como com a criminalidade, esse mesmo tratamento de dados está sendo realizado no combate à pandemia, através de informações repassadas pela Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), para contribuir na criação de estratégias de enfrentamento ao coronavírus.

Operações como Saúde Para Todos - que ocorrem na avenida Adolfo Fetter, para fiscalizar e orientar aqueles que se deslocam do Centro em direção às praias do Laranjal -, patrulhamentos de fiscalização quanto ao cumprimento das medidas preventivas decretadas pelo Executivo, e ações de orientação e distribuição de máscara em bairros, realizadas pela Guarda Municipal, são efetivadas, no Município, desde o início da pandemia. A união das forças de segurança contribuiu com o sucesso do lockdown, realizado entre sábado (8) e esta terça-feira (11), através de barreiras fixas nas principais avenidas da cidade e patrulhamento em todos os bairros.

Guarda Municipal realiza distribuição de máscara para proteger pelotenses - Foto: Michel Corvello

A prefeita Paula ressalta que o controle da pandemia no Município se dá pela integração. 

“As operações têm sido importantíssimas no momento que vivemos uma pandemia, uma crise inédita para toda a sociedade, para toda a humanidade. Aqui em Pelotas, vemos as forças de segurança unidas, orientando e protegendo as pessoas", salienta Paula.  

Leia as notícias oficiais, sobre o novo coronavírus e outros assuntos de interesse público, no hotsite e nas redes sociais da Prefeitura de Pelotas: Facebook, Instagram @prefeituradepelotas, Twitter @PrefPelotas e canal WhatsPel.

Tags

pacto pelotas pela paz, segurança pública, queda nos índices criminais, combate à pandemia, três anos de operação, prefeita paula mascarenhas

Carregando 0%