ÚLTIMAS NOTÍCIAS > Coronavírus

Município esclarece sobre medicamentos para o coronavírus

Ivermectina foi incluída na Relação Municipal de Medicamentos Essenciais, mas só será disponibilizada para pacientes com prescrição médica

Por Alessandra Senna 17-08-2020 | 16:10:25

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) esclarece que a Farmácia Municipal disponibilizará dois remédios adotados no tratamento precoce ao coronavírus. Os produtos, no entanto, só poderão ser liberados com prescrição médica. 

Segundo o coordenador da Assistência Farmacêutica da SMS, Fabian Primo, já faz parte da Relação Municipal de Medicamentos Essenciais (Remume) a Azitromicina - antibiótico utilizado em infecções. "Este medicamento sempre esteve disponível para a população; nunca faltou. Mas, só pode ser retirado mediante receita médica", explica.

A novidade é a inclusão da Ivermectina no Remume. De acordo com a secretária de Saúde, Roberta Paganini, a decisão de disponibilizar o antiparasitário à população foi deliberada após discussão entre os integrantes da Comissão de Farmácia e Terapêutica do Município. 

"Nós decidimos disponibilizar, na Farmácia Municipal, esses medicamentos para caso de algum médico do Município resolver receitá-los, prescrevê-los para um paciente. Para que essa pessoa não tenha que comprar o remédio, não tenha que ser onerada, vai lá na Farmácia e o terá disponibilizado", explica Paganini.

A Ivermectina já foi adquirida pelo Município e deve estar disponível na Farmácia Municipal, assim como nas distritais, até o fim deste mês. A população terá acesso ao remédio, da mesma forma como ocorre com outros medicamentos - mediante apresentação da receita médica e do cartão do SUS.

"Não existe distribuição de kits, porque isso nos parece absolutamente inadequado. Não cabe ao governo prescrever medicamentos, cabe aos médicos, que têm formação para isso", frisou a secretaria de Saúde.

Outros medicamentos

A SMS também informa que apenas o Centro Covid - como unidade municipal com capacidade para internação de casos de síndromes gripais e coronavírus - tem para uso dos médicos a cloroquina. "A distribuição da cloroquina é de responsabilidade estadual. Foi-nos enviado um formulário, para ser feita uma solicitação, e já a fizemos. Então, por enquanto, não temos esse medicamento na lista municipal", relata Primo. O antiviral Tamiflu, prescrito pelos médicos para a prevenção e tratamento de alguns tipos de gripe - vírus Influenza -, também só é fornecido pelo Estado.

Automedicação

Para o clínico geral e pediatra, médico da UBS Barro Duro, Marcos Pereira do Rozário, a automedicação é considerada perigosa. Segundo ele, todo medicamento apresenta efeitos colaterais e só o médico pode julgar se os benefícios causados pelo remédio são maiores do que os possíveis danos. “Nesse momento, há pouca literatura a respeito do novo coronavírus. Tudo o que está sendo feito é recente. Só saberemos no futuro, se alguns medicamentos usados hoje poderão ou não causar sequelas, ter efeitos colaterais. Então, a prescrição médica é essencial”, alerta o profissional.

Leia as notícias oficiais, sobre o novo coronavírus e outros assuntos de interesse público, no hotsite e nas redes sociais da Prefeitura de Pelotas: Facebook, Instagram @prefeituradepelotas, Twitter @PrefPelotas e canal WhatsPel.

Tags

saúde, coronavírus, medicamentos, tratamento, farmácia, município, antibiótico, antiviral

Carregando 0%