ÚLTIMAS NOTÍCIAS > Educação e Desporto

Escolas municipais contam com as redes sociais para manter vínculos com alunos

Atividades não presenciais tem objetivo de manter o desenvolvimento da habilidade leitora e raciocínio lógico

Por Tatiana de la Torre 27-05-2020 | 13:45:48

Sem data prevista para o retorno das aulas, escolas municipais de Pelotas mantêm vínculos com alunos por meio das redes sociais. Desde o início de maio, atividades não presenciais estão sendo oferecidas aos alunos como forma de amenizar o distanciamento forçado pela pandemia do novo coronavírus. A Secretaria Municipal de Educação e Desporto (Smed) orientou as escolas a trabalhar, primeiramente, habilidades socioemocionais e, mais recentemente, incluiu atividades relacionadas a dois grandes eixos: habilidade de leitura e raciocínio lógico.

A diretora de Ensino da Smed, Loreni Peverada, ressaltou que as propostas de trabalho para os alunos neste momento devem ser “prazerosas, lúdicas, interdisciplinares, resolvidas de forma autônoma pelos alunos e/ou em parceria com a família, sem causar uma sobrecarga de trabalho, especialmente neste momento atípico de isolamento social”.

As diretrizes encaminhadas pela Smed servem como referencial para que os professores organizem suas próprias propostas de trabalho, observando a realidade de suas turmas e as estratégias que poderão ser utilizadas para contatar os estudantes. 

A Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Joaquim Assumpção criou página no facebook, recentemente, para manter o contato com os alunos. Vídeos com a participação dos professores enviando mensagens afetivas renderam muitas curtidas entre a comunidade. A escola criou grupos fechados para cada turma, na rede social, com o objetivo de manter um canal direto com os estudantes. A realização das atividades propostas não é obrigatória aos alunos, mas as escolas estão empenhadas a envolver a todos. Assim como a Joaquim Assumpção, as demais escolas estão utilizando as redes para alcançar seus alunos. 

Professores da Emef Joaquim Assumpção postam mensagens afetivas em página oficial da escola. Fotos: Divulgação 

Círculos de Construção da Paz

Com o objetivo de acolher professores, funcionários e equipes diretivas de toda rede municipal de Ensino, neste momento de isolamento, teve início no mês de abril a primeira rodada dos Círculos de Construção da Paz por videoconferência. Metodologia da Justiça Restaurativa, desenvolvida pelo Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJRS), conta com a adesão do município desde 2017 por meio do Pacto Pelotas pela Paz.

A orientadora Educacional da Smed Jussara Tedesco dos Santos Cruz, instrutora em Justiça Restaurativa e Círculos de Construção de Paz, contabilizou a participação de 1680 profissionais da educação municipal nos círculos virtuais. 

“O objetivo é disponibilizar um canal virtual de fala e escuta, possibilitando que o isolamento seja apenas físico, garantindo a conexão tão importante para vivermos o dia a dia”, declarou Jussara. 

Tags

educação, escolas públicas, quarentena

Carregando 0%