ÚLTIMAS NOTÍCIAS > Coronavírus

Comitê Pró-Economia quer identificar pessoas não beneficiadas por auxílio emergencial

Grupo pretende fazer uma estimativa sobre o número de pessoas que vivem na informalidade em Pelotas

Por Alessandra Senna 08-06-2020 | 21:33:39

 A terceira reunião online do Comitê Pró-Economia, grupo dedicado a implementar ações capazes de ajudar na recuperação econômica da cidade pós-pandemia do novo coronavírus, foi marcada pela importância de identificar os moradores de Pelotas que não estão recebendo ajuda do governo federal. O grupo também se propôs a realizar levantamento do número de trabalhadores informais do município.

Durante a videoconferência, o professor de economia da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), uma das entidades participantes do Comitê, Felipe Garcia, sugeriu a construção de uma ferramenta para realizar busca ativa das pessoas que não estejam recebendo o auxílio emergencial do governo, e que não tenham outro tipo de benefício, como o Bolsa Família. 

"Sabemos que existem pessoas que foram demitidas, que estão recebendo seguro-desemprego, que outras sendo beneficiadas pelo auxílio emergencial pago pela Caixa Federal, mas existem aqueles que chamamos de 'invisíveis', que não têm cadastro para os programa sociais, e que também não fazem parte da população que mantém a renda. Eles estão no meio do caminho", explicou o professor universitário.

A prefeita Paula Mascarenhas considerou a ideia importante, como ferramenta para auxiliar esses cidadãos, e solicitou ao secretário de Desenvolvimento, Turismo e Inovação, Gilmar Bazanella, a aproximação com a Caixa Federal para realizar um rastreamento dessas pessoas, a partir dos dados de quem já está cadastrado no programa implantado pelo governo federal devido à pandemia. "Essa iniciativa também poderá nos ajudar a estimar qual o valor injetado na economia local relacionado aos programas sociais, seja o de auxílio emergencial, seja o da Bolsa Família", ressaltou.

Informais

O economista da UFPel também irá realizar um levantamento para estimar quantos trabalhadores informais Pelotas tem na atualidade. A pesquisa deve comparar dados do último censo, realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 2010, com o número de pessoas beneficiadas pelo auxílio emergencial disponibilizado pelo governo federal para os trabalhadores informais. 

"Vamos cruzar os dados e teremos uma estimativa de quantas pessoas vivem desse tipo de renda na cidade. Isso nos ajudará, inclusive, a informar aqueles que têm direito ao benefício, mas não sabem", destacou Garcia.

Veja mais:

+Comitê Pró-economia busca facilitar crédito aos empreendedores atingidos pela pandemia

Pesquisa UCPel

Ainda durante a videoconferência, houve a apresentação dos dados preliminares da pesquisa realizada pela Universidade Católica de Pelotas (UCPel) sobre o impacto causado pela pandemia nas empresas. O Comitê teve acesso a alguns números do levantamento feito com cerca de 400 empresários. O resultado oficial será divulgado nos próximos dias e deve auxiliar o grupo a analisar alternativas de recuperação dos setores da economia do município prejudicados pelo novo coronavírus.  

Leia as notícias oficiais, sobre o novo coronavírus e outros assuntos de interesse público, no hotsite e nas redes sociais da Prefeitura de Pelotas: Facebook, Instagram @prefeituradepelotas, Twitter @PrefPelotas e canal WhatsPel.

Tags

economia, comitê, pesquisa, auxílio, pandemia, coronavírus

Carregando 0%