ÚLTIMAS NOTÍCIAS > Pacto Pelotas pela Paz

Integrantes do CIP e GGI-M debatem juntos o Pacto Pelotas pela Paz

Encontro sinalizou o compartilhamento de informações de prevenção e repressão à violência

06-02-2018 | 17:49:10

       Pela primeira vez, integrantes do Comitê Integrado de Prevenção (CIP) e do Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGI-M) unificaram a mesa de debate sobre as polícias públicas do Pacto Pelotas pela Paz. O encontro na tarde desta terça-feira (6), no Salão Nobre da Prefeitura, marcou o intercâmbio de informações sobre as ações e projetos coordenados pelo CIP, na prevenção, e pelo GGI-M, na repressão à violência.

Foto: Gustavo Vara

      Cada grupo reúne-se sistematicamente para avaliação dos indicadores de criminalidade, conforme as peculiaridades do eixo Policiamento e Justiça e o de Prevenção Social. Desta vez, a análise foi compartilhada para permitir aos colaboradores envolvidos nos dois segmentos uma visão completa das metodologias criadas para a redução dos índices de violência, da vulnerabilidade juvenil e da reincidência ao crime.

Fotos: Gustavo Vara

      Ao abrir o encontro, a prefeita Paula Mascarenhas apresentou o secretário-executivo do Pacto, Samuel Ongaratto, e informou que ele contribuirá com os projetos em desenvolvimento. A intenção do Executivo é de voltar a reunir os dois grupos com frequência para fortalecer as estratégias complementares na busca pelo aumento da segurança e na promoção de oportunidades capazes de formar uma sociedade mais pacífica. 

“Estamos diante de uma transformação da nossa cidade, com evidências científicas e tecnologias para equipar os servidores públicos e ajudá-los a fazer a sua parte”, afirmou Paula.

      O Código de Convivência também esteve em pauta, com uma explicação do assessor especial Fábio Machado. Na sequência, o consultor do Instituto Cidade Segura, Alberto Kopittke, apresentou exemplos de cidades que tiveram sucesso ao investir na mudança de posturas e na formulação de políticas públicas integradas para reduzir a violência, como Bogotá e Nova Iorque. 

“Este momento de integração das atividades do Pacto serve para que todos entendam o que acontece no município para construirmos coletivamente o futuro que queremos”, observou a também consultora do Instituto Cidade Segura, Tâmara Biolo.

Veja o álbum do encontro no Flickr da Prefeitura.

Tags

GGI-M, CIP, prevenção, repressão, integração

Carregando 0%