ÚLTIMAS NOTÍCIAS > Coronavírus

População reconhece atendimento dos profissionais do Teleconsulta

Serviço já realizou 1.094 atendimentos desde que foi implantado no começo de abril

Por Alessandra Senna 27-05-2020 | 16:09:57

Criado no começo de abril, como uma ferramenta de enfrentamento à expansão dos casos de infectados pelo novo coronavírus, o Teleconsulta já alcançou 1.094 atendimentos. O serviço remoto, além de ajudar a evitar a procura em "massa" pelas unidades de saúde, tem sido reconhecido pela população.

A coriza e a dor de cabeça persistentes fizeram com que a jornalista Aline Mendes se tornasse uma das pacientes do Teleconsulta, em um período de pouco mais de um mês. Ela conta que optou por ligar do que ir a uma consulta presencial porque estava com dúvidas sobre o que esses sintomas poderiam representar. "Precisava me certificar se realmente era um caso de sinusite ou se eu deveria procurar o atendimento em uma unidade de saúde", relata. 

Aline não precisou sair de casa para ter a resposta, colaborando com o distanciamento social preconizado pelo Município para contenção da pandemia. Pelo telefone obteve a confirmação da médica: era sinusite. Junto com o diagnóstico, recebeu a prescrição de um procedimento tradicional para quem tem esse tipo de síndrome gripal, feito" à risca" pela paciente. A jornalista diz também ter sido questionada se estava com dificuldade para respirar, se tinha tosse, e foi orientada a ficar alerta com relação a estes sintomas. 

" A médica me tranquilizou e me deu as orientações necessárias e evitou uma ida ao sistema público de saúde, "super" recomendo o Teleconsulta", elogia.
Pela Teleconsulta a população tira dúvidas e evita sair de casa em busca de informações sobre sintomas gripais - Foto: Rodrigo Chagas

Números

O reconhecimento do público se reflete nos números registrados pelo serviço desde o começo do funcionamento, ainda no mês de abril até o dia 25 de maio. Do total de 1.094 atendimentos, 432 pessoas se tornaram pacientes da "telemedicina", sendo que 171 receberam informações, ou seja, foram orientadas como proceder - o caso da jornalista Aline -, outras 22 precisaram de avaliação médica.  

"Nesse momento estamos acompanhando 14 pacientes que foram orientados a manter o isolamento domiciliar. Esse procedimento é feito até que o doente melhore ou que seja necessário ir para unidade de saúde", confirma a enfermeira da SMS, Ângela Lima, uma das coordenadoras do Teleconsulta.

Veja mais:

+Central de Teleconsulta realiza 865 atendimentos em um mês

Dra. Vida

E há uma semana outro serviço da área tecnológica passou a identificar pacientes para que seja contatados pela Central. O chatbot hospedado no hotsite da Prefeitura sobre a pandemia, capaz de orientar pessoas com sintomas de síndromes gripais, batizado de Dra. Vida, encaminha o contato telefônico informado pelo cidadão para a Central de Teleconsulta. 

"Isso ocorre se o robô obtiver um resultado relacionado a um paciente que precise de orientação de algum profissional de saúde. Então ele dispara um e-mail com o telefone da pessoa para que a Central de Teleconsulta faça o contato", explica Cristian Kuster, diretor da Coinpel- responsável pelo atendimento do robô individual.

Foi através da Dra. Vida que a dona de casa Sandra Elói foi atendida pelo profissionais da Central de Teleconsulta. Com febre, cansaço, dor de cabeça, diarréia e dores abdominais, ela foi recomendada a manter o isolamento social e teve acompanhamento durante todo esse período.

"Todo o atendimento que prestaram pra saber da minha temperatura, meu estado físico e sintomas foi muito importante", elogia Sandra, que externou em uma rede social a satisfação com o serviço. Ela diz estar bem e ter procurado um laboratório privado para realizar o teste para possível infecção pelo novo coronavírus. 

"O Teleconsulta foi muito importante para mim, vivi a insegurança de estar com a doença. Me senti confortável, foram perfeitos", conclui.

Serviço

A central funciona das 8h às 18h pelo número 0800 6485 319 – de segunda a segunda-feira para atendimento pré-clínico, e de segunda a sexta-feira para consulta com psicólogos.  

Tags

saúde, coronavírus, telemedicina, paciente, atendimento, síndromes gripais

Carregando 0%