ÚLTIMAS NOTÍCIAS > Coronavírus

Pelotas tem mais sete respiradores para tratamento de pacientes com coronavírus

Prefeitura investiu R$ 225 mil na compra de cinco equipamentos essenciais no tratamento de pessoas com problemas respiratórios graves; outros dois foram doados por empresários. Município ainda aguarda 20 aparelhos prometidos pelo Ministério da Saúde

Por Luiza Meirelles 09-04-2020 | 14:25:43

A Prefeitura continua intensificando o esforço de estruturar o serviço público para enfrentar o possível avanço da doença na cidade. Uma das providências tomadas é a compra de novos sete respiradores – um deles portátil para uso no Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Os aparelhos são fundamentais para o atendimento de pacientes com problemas respiratórios graves e, desta forma, ampliam o número de leitos de UTI.

Fotos: Rodrigo Chagas

O investimento do Município para a aquisição dos equipamentos, que chegaram nesta quarta-feira (8), é de R$ 225 mil. Dois respiradores foram destinados por empresários à Secretaria Municipal de Saúde (SMS). A Prefeitura ainda aguarda a chegada de 20 ventiladores pulmonares prometidos pelo Ministério da Saúde.

Os novos sete aparelhos vão equipar o Centro de Atendimento às Síndromes Gripais (CASG), instalado no prédio da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), na avenida Bento Gonçalves, que servirá como referência para encaminhamento de pacientes com sintomas gripais associados a sinais graves, como falta de ar. Nos primeiros dias, o CASG atenderá somente pacientes pediátricos.

O espaço terá capacidade para 30 leitos, sendo 11 de enfermaria para adultos; dez de enfermaria para crianças; cinco de UTI pediátrica e quatro de UTI de adultos.

Cenário atual

Atualmente, Pelotas conta com 30 leitos (entre adultos e pediátricos) no Hospital Escola (HE), da UFPel, e no Hospital Universitário São Francisco de Paula, da UCPel, para o atendimento de pessoas com coronavírus. Destes, 21 são de enfermaria (17 para adultos e quatro para crianças) e nove são de UTI, que contam com os respiradores – cinco para leitos adultos e quatro para leitos pediátricos. 

Com a chegada dos respiradores prometidos pelo Ministério da Saúde, também será possível aumentar em 15 o número de leitos de UTI para adultos no HE. Desta forma, à medida que novos respiradores sejam trazidos e outros 24 leitos de enfermaria forem disponibilizados no Hospital Escola, a projeção é de que tanto o HE quanto o CASG poderão ser transformados em UTI, totalizando, então, 91 leitos de unidade de terapia intensiva para adultos em Pelotas.

Outro plano da Prefeitura é construir um Hospital de Campanha na cidade, em parceria com o Sesi, viabilizando mais 150 leitos de enfermaria. 

Rede de apoio e solidariedade

Além dos dois respiradores doados pela empresa Idealiza Verticais Incorporações LTDA e pelo empresário Ricardo Fernandes de Souza Costa, o CASG recebeu, nesta semana, a destinação de 15 camas mecanizadas feita pela Freedom. Dez monitores multiparâmetros (principal equipamento utilizado para acompanhar a evolução dos indicadores de saúde do paciente) também foram doados – um pela ACPO Empreendimentos e outros nove adquiridos com o fundo doado pelo Sicredi. A Lifemed emprestou 20 bombas de infusão à unidade.

Fotos: Rodrigo Chagas

Para que servem os respiradores?

Respiradores ou ventiladores pulmonares são aparelhos que auxiliam os pacientes que apresentam dificuldades no sistema respiratório, possibilitando que eles respirem mesmo sedados ou com os pulmões comprometidos. São essenciais para o tratamento de pessoas com sintomas agravados da Covid-19, na UTI, já que empurram o ar com quantidade maior de oxigênio para dentro dos pulmões e removem o ar com gás carbono exalado pelo paciente. 

Saiba mais sobre o Centro de Atendimento a Síndromes Gripais

- Em quase todos os leitos já existem saídas de oxigênio, o que garante a colocação de respiradores

- Está sendo construído um espaço para desinfecção, a partir do protocolo da Organização Mundial da Saúde, que visa garantir a proteção daqueles que irão trabalhar no local

- Um contêiner de triagem será instalado na área externa do prédio, a fim de que somente pacientes com sintomas graves de alguma síndrome gripal deem entrada na unidade

- A gestão do Centro será da Prefeitura, mas uma força-tarefa de profissionais das universidades Federal e Católica de Pelotas, e dos hospitais do município, ajudará a colocar a unidade em funcionamento

- O Centro precisa da ajuda da comunidade para mobiliar, o mais rápido possível, o espaço. Lençóis, toalhas, travesseiros, preferencialmente, de algodão, são necessários, assim como a ajuda de empresas que queiram colaborar no aparelhamento de leitos de UTI, a exemplo das empresas que doaram camas, respiradores e monitores, e emprestaram bombas de infusão.

Tags

respiradores, UTI, leitos, centro, coronavírus

Carregando 0%