ÚLTIMAS NOTÍCIAS > Coronavírus

Paula relata novas determinações municipais no enfrentamento à Covid-19 em reunião da Azonasul

Prefeitos pedirão auxílio ao governo do Estado para que demandas locais sejam encaminhadas ao Ministério da Saúde

Por Alessandra Senna 14-05-2020 | 14:15:54

O trabalho de enfrentamento à pandemia e a preparação de unidades de saúde para atender possíveis infectados pelo Sars-CoV-2 foram as pautas da videoconferência dos prefeitos da Associação dos Municípios da Zona Sul (Azonasul), na manhã dessa quinta-feira (14). A prefeita Paula Mascarenhas esclareceu as novas determinações anunciadas no Decreto 6.276 e aderiu a um pedido coletivo que será feito ao Ministério da Saúde para a intensificação das medidas de prevenção e controle da contaminação pelo novo coronavírus na região.

Por cerca de uma hora os prefeitos dos municípios associados à Azonasul discutiram o avanço nos casos de moradores infectados pelo vírus. Hoje são 67 casos confirmados na região. O presidente da Associação, prefeito de Arroio Grande, Luís Henrique Pereira da Silva (PP), destacou a importância do cumprimento do decreto estadual que determina o isolamento social controlado a partir de bandeiras, como forma de auxiliar Pelotas e Rio Grande - polos de referência para o tratamento dos infectados pelo novo coronavírus. 

"Mesmo sendo difícil as prefeituras, sozinhas, fazerem cumprir as medidas estaduais como o uso obrigatório de máscaras, temos que apoiar como forma de evitar a propagação do vírus e, em consequência, o colapso dos leitos nesses dois municípios que irão receber moradores de toda a zona sul", salientou o prefeito.

Prefeita falou sobre alterações nas ações de controle ao novo coronavírus em Pelotas - Fotos: Gustavo Vara

Novas determinações de Pelotas

Durante a conversa virtual a prefeita Paula pontuou as novas ações adotadas por Pelotas, anunciadas na quarta-feira (13), entre elas, a reabertura das academias com a restrição de aulas individuais - um aluno por professor. A chefe do Executivo também esclareceu a limitação do uso de ginásios esportivos, apenas com aulas individuais e não disputa de jogos, assim como a proibição, contrária ao decreto estadual, do retorno das atividades de clubes de futebol.

A chefe do Executivo pelotense salientou a determinação para que as empresas não contratem mão de obra de outros estados brasileiros, independentemente do ramo de atuação. 

"Vedamos esse tipo de contratação após termos um óbito de um morador de Pernambuco que havia chegado ao município para trabalhar. Sei que é uma decisão muito firme, mas precisamos pensar na nossa capacidade de atendimento, no número de leitos que temos à disposição", argumentou.

Paula salientou que, nesse momento, graças à comunidade atender aos pedidos de prevenção à doença, como o uso de máscaras, adoção de ações de higienização e, principalmente, o isolamento social - a curva de contaminação vem aumentando de forma controlada. "Isso nos dá fôlego para não sermos pegos de surpresa, para podermos aumentar o número de leitos disponíveis para casos Covid. Compartilho a angústia dos demais prefeitos, mas temos que ver como positivo, por exemplo, termos hoje apenas uma pessoa internada suspeita de ter a doença", disse a prefeita.

Veja mais:

+ Prefeita anuncia novo decreto de enfrentamento à pandemia

Pedido coletivo

Paula ainda se uniu aos demais prefeitos para encaminhar um pedido coletivo ao governo gaúcho para que interceda junto ao Ministério da Saúde com relação à estruturação dos municípios no enfrentamento à pandemia. A prefeita de Pelotas ressaltou a importância de que o documento cite os 20 respiradores prometidos pelo Ministério da Saúde ao município, ainda sem previsão de entrega.

Tags

saúde, coronavírus, Azonasul, municípios, prefeitura

Carregando 0%