ÚLTIMAS NOTÍCIAS > Gabinete da prefeita

Governo entrega Pronto Socorro reformado e ampliado à população

Verba de R$ 395 mil beneficiou 1,5 milhão de pessoas. Esta é a 26ª unidade de saúde requalificada por meio de mão de obra prisional

Por Luiza Meirelles e Daiane Santos 09-07-2019 | 13:10:24

Referência em saúde para mais de 1,5 milhão de pessoas de 27 cidades da Região Sul do Estado, o Pronto Socorro de Pelotas (PSP) foi entregue totalmente reformado e ampliado à população, nesta terça-feira (9). Desde 2018, cerca de R$ 395 mil foram investidos pelo Município na infraestrutura do local, qualificando detalhes que vão fazer toda a diferença no atendimento à população.

Pela 26ª vez, o projeto Mão de Obra Prisional (MOP), do Pacto Pelotas pela Paz, assina a requalificação de uma unidade de saúde na cidade e fortalece o aspecto ressocializador defendido pela prefeita Paula Mascarenhas, que conheceu a nova recepção do PSP, ao lado do vice Idemar Barz, secretários e vereadores.  

Esta é a 26ª unidade de saúde requalificada pelo Município por meio da mão de obra prisional – Fotos: Igor Sobral
“Fico muito orgulhosa porque conseguimos concluir esta obra sem interromper o atendimento no Pronto Socorro. Os moradores de Pelotas e da região, que vêm para cá em momentos de fragilidade, merecem espaços em condições melhores de acolhimento. Por isso, agradeço e cumprimento os trabalhadores do MOP, os servidores da unidade e todos os envolvidos na transformação do PSP”, ressaltou a prefeita.

Paula também lembrou que o local não representa as causas dos problemas da Saúde pelotense, mas, sim, os sintomas e reflexos de um sistema bem mais amplo que, por muitas vezes, ultrapassa os limites das competências municipais. “Precisamos identificar onde realmente estão os problemas e nos unirmos para irmos atrás das soluções”, reforçou.

Nova recepção para melhor atender

A Prefeitura investiu mais de R$ 29 mil, de recursos próprios, na construção de 29 metros quadrados da nova sala de espera, permitindo um espaço mais acolhedor e que oferece mais comodidade aos pacientes à espera de atendimento e à população que aguarda notícias de seus familiares. Ar-condicionado, televisão e outros 28 assentos compõem a nova recepção do PSP.

Nova recepção permite melhor acolhimento dos pacientes e familiares – Foto: Igor Sobral

Passando pelos corredores e indo até as salas localizadas no fundo da casa de saúde, cada canto recebeu uma série de reformas, que vão desde pintura e instalação de novo acabamento até a ampliação de espaços e requalificação da iluminação. Exemplo disso é o novo espaço de acolhimento de pacientes que chegam à unidade, sediado em área maior e mais próxima da entrada de emergência. Como novidade do serviço, a disponibilidade de realizar exame de eletrocardiograma, o ECG (aparelho que avalia o ritmo dos batimentos cardíacos).

Mais de 92 mil acolhimentos em 2018

Diariamente, cerca de 250 usuários são atendidos pelo Pronto Socorro. Dos acolhimentos realizados por dia, em média 20% permanecem no PS aguardando uma definição do quadro clínico, para o correto encaminhamento. Só no primeiro quadrimestre de 2019, o espaço acolheu quase 30 mil pessoas. Deste total, 70% foram atendidos por equipes do PS, enquanto os outros 30% referenciados a outras unidades de atendimento do Município. Em 2018, o local acomodou e tratou 92.191 pessoas.

Local mais amplo e iluminado beneficia acomodação e tratamento de pacientes – Foto: Igor Sobral

Segundo a diretora técnica da unidade, Rosana van der Laan, por ser um dos únicos serviços ligados ao Sistema Único de Saúde (SUS) que funciona 24h – junto à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Areal –, o PSP acaba absorvendo uma grande demanda, principalmente casos mais graves, exigindo mais de R$ 2,1 milhões para sua manutenção. Desse montante, R$ 730 mil são aportados pelo Município, outros R$ 310 mil pelo Estado e os R$ 970 mil restantes pela União.

Ala Pediátrica restaurada

A Ala Pediátrica também foi reformada para melhor atender bebês e crianças de zero a 11 anos, 11 meses e 29 dias, recepcionados em um espaço que permite preservar a área do complexo, localizada, agora, na parte da frente do Pronto Socorro. Se, antes, os pequenos precisavam circular entre os adultos em observação e ver toda a movimentação do PSP, com a transferência não mais necessitam ser expostos às alas e ao contato com enfermidades.

Reforma na Ala Pediátrica visa qualificar atendimento de bebês e crianças de zero a 11 anos, 11 meses e 29 dias – Foto: Michel Corvello

Estão à disposição, dos pacientes pediátricos, quatro enfermarias (com três leitos cada), consultórios médicos ampliados, posto de enfermagem, banheiro e sala de espera exclusiva, além de uma central de urgência e emergência.

Nova oportunidade do MOP

Gustavo, de 28 anos, é um dos seis apenados do regime semiaberto e responsável pela mudança completa no Pronto Socorro. Orgulhoso de “ter sua mão” na requalificação do prédio, o rapaz se considera feliz por saber que seu trabalho refletirá positivamente na vida de milhares de pessoas.

“Muita gente depende desse lugar e, agora, eles chegam e veem tudo novo e organizado. Me sinto honrado por ter feito parte disso e contente pela forma como nos trataram neste tempo todo… Isso nos deu forças para prosseguir e focar nas coisas boas, além de possibilitar um crescimento e aprendizado enorme”, disse Gustavo.

A atuação primorosa da mão de obra prisional foi destacada pela diretora de Gestão Administrativa e Financeira do PS, Suelen Arduin. “Eles foram indispensáveis para a concretização do projeto”, afirmou. A importância de abrir portas para pessoas em cumprimento de pena e egressos do sistema prisional, para que tenham a possibilidade de reconstruírem suas vidas, foi sustentada pela prefeita.

Reforço da Operação Inverno

Para tentar contornar as dificuldades geradas pela grande procura, algumas iniciativas estão sendo adotadas, como a Operação Inverno, que inclui a contratação de mais médicos pediátricos e clínicos a fim de reforçar as equipes. Mesmo o paciente que está no corredor recebe atendimento médico diário, além de ser acompanhado por enfermeiros, técnicos em Enfermagem, nutricionistas, assistentes sociais e farmacêuticos.

Acompanhamento médico diário em conjunto com enfermeiros, técnicos, nutricionistas, assistentes sociais e farmacêuticos – Foto: Igor Sobral

Conforme o secretário interino de Saúde, Leandro Thurow, o PS é um serviço de braços abertos a acolher todos que dele precisam e conta com profissionais sempre prontos a ajudar. “Tenho a certeza de que a repaginada que a unidade recebeu nos últimos 18 meses vai fazer muita diferença no ambiente e no bem-estar dos usuários e trabalhadores, que contam com um espaço mais limpo, bonito, otimizado e acolhedor”, apontou Thurow, agradecendo a compreensão dos pacientes e funcionários durante as obras.

Estrutura e fluxo no PS

Hoje, o Pronto Socorro comporta 47 macas, divididas entre leitos clínicos e de isolamento. Ao chegar no Pronto Socorro, o usuário é acolhido e passa pelo serviço de triagem, que faz a classificação de risco do paciente. Após ser identificada a necessidade de permanência no Pronto Socorro, o cidadão é atendido pelo médico, passa por exames laboratoriais ou de imagem e fica no aguardo de diagnóstico.  

Dependendo dos resultados e da gravidade do caso, ele é liberado, posteriormente às devidas medicações e orientações, ou passa a aguardar a disponibilização de um leito hospitalar adequado por um dos cinco prestadores de serviço hospitalares da cidade: Santa Casa, Beneficência, Hospital Escola, São Francisco de Paula e Espírita.

Pelotas tem 912 leitos SUS

Conforme o Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde do Ministério da Saúde, Pelotas conta, atualmente, com 912 leitos SUS, distribuídos em psiquiátricos, clínicos, pediátricos, cirúrgicos, UTIs adulto, pediátrico e neonatal, entre outras especialidades. A Central de Regulação atua 24 horas por dia, por intermédio do Núcleo de Regulação para Leitos Intra-hospitalares, captando-os com o apoio do Vigileitos para monitorar os leitos SUS: a meta é diminuir o tempo de espera dos pacientes no Pronto Socorro.

Confira as fotos da reportagem neste link do Flickr da Prefeitura.

Tags

saúde, pronto socorro, reforma, ampliação, mão de obra prisional, pacto pelotas pela paz, reforma, ampliação, melhoria do acolhimento, operação inverno

Carregando 0%