ÚLTIMAS NOTÍCIAS > Saúde

Crise da Covid-19 reduz doações e estoques de sangue na cidade

Hemopel e Santa Casa, principalmente, acenderam sinal vermelho e pedem contribuição. Faltam todos os tipos sanguíneos

Por Larissa R. Bruno 19-03-2020 | 14:13:03

Em Pelotas, a crise da doença Covid-19 já afeta os bancos de sangue, diminuindo pela metade o estoque, assim como na maior parte do País. Com a etiqueta respiratória diariamente enfatizada, a população procura manter isolamento e evitar contato social. Entretanto, com essas medidas, aliadas ao medo de contaminação, o Hemocentro Regional de Pelotas (Hemopel) – principal responsável pela distribuição de bolsas de sangue na cidade – e o Hospital Santa Casa de Misericórdia de Pelotas apresentam escassez.

A recomendação geral é que os cidadãos saudáveis doem nos hemocentros – em contrapartida, aqueles que se enquadram em situação de possível contaminação não se devem candidatar ou participar. “Os processos de hemoterapia já estão adequados. Pedimos para que as pessoas doem durante o período de crise. Não deve faltar sangue em tempos de incerteza”, apela a assistente social do Hemopel, Adriana Souza de Melo.  

Para garantir segurança e evitar aglomerações, recepção está limitada a cinco pessoas por vez – Reprodução: Ministério da Saúde

De acordo com a enfermeira do Hospital Santa Casa, Margareth Noremberg, a redução das bolsas chega a 50%. Em ambas instituições, ocorre queda nas reservas de todos os tipos sanguíneos, principalmente os negativos. Para a segurança dos doadores, Margareth esclarece que a recepção está limitada a cinco pessoas por vez na sala de espera, enquanto outros aguardam do lado de fora. “O foco é evitar aglomerações. A triagem também está mais rigorosa em relação àqueles que estiveram em cidades já contaminadas, ou têm algum sintoma”, explica.

Segundo a profissional, se a população não contribuir e os bancos ficarem desprovidos ou próximos da falta, os repasses de bolsas de sangue ficarão restritos apenas a situações de emergências – o que prejudica a sociedade como um todo. “É preciso que a população se conscientize. A doação é um gesto voluntário, por isso todos devem seguir medidas preventivas e os que estiverem em boas condições físicas não devem deixar de fazê-lo”, enfatiza.

Para doar, é necessário:

  • Ter dormido pelo menos 6 horas na noite anterior.
  • Estar bem de saúde.
  • Possuir entre 18 e 69 anos (16 a 18 anos – somente com autorização dos pais).
  • Pesar mais de 50 quilos e estar bem alimentado.

Após a doação, a orientação é:

  • Não fumar nas 2 horas subsequentes.
  • Não ingerir bebidas alcoólicas nas 12 horas seguintes.
  • Evitar esforço físico e atividades, tais como operar máquinas de corte e dirigir veículos coletivos.

Para agendar e esclarecer dúvidas:

  • Hemocentro Regional de Pelotas (Hemopel): Atendimento das 7h30min às 18h30min, de segunda a sexta-feira. Telefone para contato: (53) 3222-3002. Endereço: Avenida Bento Gonçalves, 4569, Pelotas. 
  • Hospital Santa Casa de Misericórdia de Pelotas: Atendimento das 8h às 16h, de segunda a sexta-feira. Telefone para contato: (53) 3284-4700. Endereço: Praça Piratinino de Almeida, 53, Centro, Pelotas.

Tags

doação de sangue, queda em 50% dos estoques, crise da doença covid-19, escassez de bolsas, todos os tipos sanguíneos, protocolo para doação, agendamentos, endereços e horários

Carregando 0%