Prefeitura Municipal de Pelotas

Portal das Escolas Municipais

Escola Municipais Pelotas

Notícias

EMEFs do Balneário dos Prazeres e da Z3 contam com Khan Academy

Em meio ao laboratório de informática lotado de crianças, a menina Camila Donini, de nove anos, franze os olhos em frente à tela do computador em busca da resposta certa para uma conta de adição. Ela está no 3º ano da Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Luiz Augusto de Assumpção, no Balneário dos Prazeres. Ao ser questionada sobre o que quer ser quando crescer, Camila não pestanejou: “vou ser professora”.

          A aluna é uma das beneficiadas com o projeto Khan Academy, que ensina matemática a crianças e adolescentes das escolas municipais através de uma parceria entre a prefeitura e o Instituto Lemann. Mais dois laboratórios com novos computadores foram inaugurados pela prefeita Paula Mascarenhas e pelo vice Idemar Barz na tarde desta sexta-feira (26) – um na Luiz Augusto de Assumpção e outro na EMEF Raphael Brusque, na Colônia de Pescadores Z3. O programa já está implantado em 32 laboratórios em 30 escolas de Pelotas. 

          Na unidade do Balneário dos Prazeres, cerca de 320 estudantes de 13 turmas de 3º, 6º, 7º, 8° e 9° anos são estimulados a brincar com os números. Cada um tem login e senha do Khan que também podem ser acessados de casa ou de um smartphone. A professora Márcia Krause explicou que o site reconhece habilidades e dificuldades do usuário, o que proporciona um atendimento personalizado. “A gente tem uma visão geral da turma e individual da criança, o que facilita muito o nosso trabalho. Olha a felicidade deles em frente a um computador”, observou.

         Mais do que o incentivo a aprender matemática por meio de jogos e desafios, o Khan proporciona a inclusão digital dos alunos. Muitos não têm computador em casa e começaram a usá-lo somente em sala de aula. É o caso de Blade Delpino, de oito anos, colega da Camila e que divide o mesmo sonho: também quer ser professor.

          Ao inaugurar os laboratórios, Paula contou às crianças que em sua época de colégio não contava com a tecnologia. “A minha geração copiava do quadro negro para o caderno, não tínhamos esses joguinhos legais para aprender matemática. O Khan é uma ferramenta que transforma o aprendizado em algo divertido. A educação constrói conhecimento e transforma vidas”. 

          Após a visita na Luiz Augusto de Assumpção, a prefeita seguiu para a EMEF Raphael Brusque, onde 175 estudantes de sete turmas de 3º, 7º, 8° e 9° anos participam do projeto. Lá, ela conheceu Clara de Freitas, de nove anos, que está gostando muito de mexer na ferramenta. “Fica mais fácil estudar assim”, disse ela. A diretora Carmem Carvalho afirmou que desde o primeiro contato dos alunos com programas interativos, há alguns anos, o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) aumentou mais de um ponto, chegando a 4,5 em 2016. Agora, com o laboratório do Khan, a expectativa é ainda maior.

          Participaram das inaugurações os secretários de Educação e Desporto (Smed), Artur Corrêa, e de Planejamento e Gestão (Seplag), Paulo Morales, os assessores especiais Sadi Sapper e Luiz Caminha, e o presidente da Câmara de Vereadores, Luiz Henrique Viana (PSDB). 

Data de publicação: 26/05/2017




Imagens

© 2017 Portal Municipal da Educação - desenvolvido pela Coinpel