Prefeitura Municipal de Pelotas

Portal das Escolas Municipais

Escola Municipais Pelotas

Notícias

Projeto Construindo Saberes combate a multirrepetência

A Prefeitura vem desenvolvendo um projeto de reforço escolar que está combatendo a evasão dos estudantes na rede municipal de Pelotas. A iniciativa Construindo Saberes, da Secretaria de Educação e Desporto (Smed), combate a multirrepetência, ou seja, a distorção em relação à idade e ao ano escolar. Com isso, o jovem se interessa pelo aprendizado e garante a permanência na sala de aula. Os participantes foram homenageados em uma confraternização na tarde desta quarta-feira (24), no Ginásio Municipal da Educação Orocindo Azevedo Karosso, com a presença da prefeita Paula Mascarenhas.

         João Vitor Enedino de Freitas, de 16 anos, da EMEF Ferreira Viana, cantou um rap sobre o cotidiano na escola e as expectativas para o futuro. Já os alunos da EMEF Francisco Caruccio deram seus depoimentos sobre o projeto. “Acho muito ruim ter rodado duas vezes, mas nesses poucos meses senti diferença nas notas, principalmente na matemática”, disse Adriele Bettanzos. “Meus dias são corridos, trabalho e faço parte de um grupo de dança, mas mesmo assim achei uma ótima ideia”, contou Andrew Soares Valente, 14. “É a melhor experiência que já tive. Prometo que desligarei o celular na última semana para não atrapalhar os estudos”, revelou Talitha, levando os presentes aos risos.

          Paula emocionou-se com os relatos. “Hoje reconfirmei o motivo de ser professora. Ao ouvir a Talitha dizer que foi a melhor coisa que aconteceu com ela, a gente vê a educação transformar vidas e prova o quanto pode ser bom estar na escola”, disse. Ao fim da sessão, os docentes receberam flores e os estudantes participaram de jogos e ganharam lanche.

          Projeto oferece atendimento personalizado

          A iniciativa prioriza o atendimento no 6º ano por ser considerado estratégico no aprendizado. Atualmente, os educadores desenvolvem aulas no turno inverso de português e matemática a 74 jovens (63 do 6º ano e 11 do 7º) em sete EMEFs (Ferreira Viana, Francisco Caruccio, Antônio Joaquim Dias e Luis Augusto de Assumpção incluídas Afonso Vizeu, Saldanha da Gama, Mário Meneghetti e Jacob Brod).

       “Cerca de 80% avançará para o 7º e o 8º neste ano letivo”, prevê a diretora do departamento de Ensino da Smed, Loreni Peverada. Em 2016, primeiro ano do projeto, foram atendidos 20 alunos do 6º ano - dos quais 13 foram aprovados e passaram para o 7º. 

       A professora Jaqueline Braz auxilia no reforço de português de 12 alunos na EMEF Ferreira Viana e explicou os bons resultados do programa. “Os jovens criam outro tipo de vínculo com a escola, justamente por terem mais atenção e ensino personalizado conforme as dificuldades de cada um. Além disso, outras disciplinas são abordadas”. Cada profissional se dedica a dez horas semanais em cada escola participante. A partir do próximo semestre, o projeto atenderá crianças do 3º ano – considerado etapa de gargalo das séries iniciais.

Data de publicação: 24/05/2017




Imagens

© 2017 Portal Municipal da Educação - desenvolvido pela Coinpel